Floris e Brancaflor, por Rackel

O livro mostra as diferenças de crenças de forma muito simples e pratica, ao ler vi que na "vida real" de fato seria um pouco diferente. Mas esse detalhe não muda o quanto adorei a leitura, tão curta que você lê em menos de uma hora, muito prazerosa e linda. Aborda também algo que creio eu, ainda acontece nos dias atuais que é a venda de pessoas e desentendimentos por diferenças religiosas.
Nos ensina que o amor e a fé, seja qual for, pode sim mudar nosso destino e até mesmo nos livrar de situações nada favoráveis.
A narrativa é rápida e fluida, sem enrolações e bem objetiva. Achei maravilhoso isso ♥️

Ler a resenha completa em http://blogliterariodois.blogspot.com.br/2016/09/resenha-floris-e-brancaflor.html?m=1

Floris e Brancaflor, por Simone Bitar

Uma história recontada pela autora Thais Linhares com misturas nada convencionais, mas que nos encanta a cada parágrafo.

O nascimento de duas crianças, um menino príncipe muçulmano e uma menina (filha da dama de companhia cristã) dá início ao desenvolvimento de toda trama. Eles crescem juntos e descobrem uma amizade verdadeira, que mais tarde dá lugar ao amor.

Mas, o Emir, o pai do príncipe quer que o filho...

Ler resenha complete no Blogue Recanto das Borboletas 

Das vindimas no Douro ao Rio de Janeiro, de Ana Mariano de Carvalho


Oradores convidados:
Dr. António Carrelhas
Dr. António Pargana
Presença do Cônsul Geral de Portugal

DAS VINDIMAS NO DOURO AO
RIO DE JANEIRO
Ana Mariano de Carvalho

19 de outubro de 2016 (quarta-feira)
Horário: 19h
Local: Consulado Geral de Portugal
Rua Canadá, 324 - Jardim América
São Paulo - SP
estacionamento no local (pago)
Aproveite a oportunidade para visitar a exposição de livros raros portugueses no Consulado Geral de Portugal


Em 1930 os jovens Bento e Maurício trabalhavam em uma vindima no Douro. Num fim de tarde Bento encontra a filha do dono da quinta, Amélia, que será para sempre o seu ideal de beleza, feminilidade, amor e paixão.

Os dois rapazes são pobres e com o sonho de procurar uma nova vida decidem partir para o Brasil, onde Maurício tem um tio que fez fortuna e não tem descendentes.

Lalu e Tina são duas garotas que vivem numa casa de prostituição, onde durante o dia impera a miséria disfarçada e à noite reina o brilho, a beleza fácil, o prazer e as luzes que fazem esquecer a vida e uma realização falhada. Até que um dia são surpreendidas pelo testamento da dona da casa, tia Angelina.

No Brasil, onde todas essas personagens e muitas outras vão se encontrar, com muito trabalho e perseverança, os dois rapazes tornam-se empresários cada vez mais bem-sucedidos, onde tudo é possível…

Por motivos políticos o pai de Amélia vai trabalhar como médico no novo Hospital da Beneficência Portuguesa e traz consigo a família, que frequenta a alta sociedade do Rio de Janeiro.

Lalu e Tina conquistam o seu lugar numa nova sociedade e, esquecendo o seu passado, abrem uma casa de modas onde são procuradas pelo seu bom gosto por todas as senhoras do Rio de Janeiro…

Entre muitos amores e paixões, enganos e frustrações, a vida evolui e traz o nascimento e a morte, a fé em Nossa Senhora de Fátima, inabalável nos portugueses e uma certeza absoluta: a emigração de todos os jovens que chegaram ao Brasil nesse período foi uma emigração brilhante, baseada em muito trabalho, conquistas, reconhecimento e amor à pátria que os acolheu.